A perda de dados de uma empresa acarreta problemas com os clientes, com entregas, no controle dos trabalhos realizados e no acesso às informações quando necessário. Por isso, o Recovery e Backup são tão importantes para manter a segurança do negócio.

Porém, muitos desses backups e serviços ainda não possuem uma estratégia de maior confiabilidade, muitas vezes dependendo de servidores físicos na instituição que podem sofrer com desastres ou problemas pontuais e, assim, perder parte ou a totalidade dos dados, dificultando o disaster recovery.

Como opção atrativa para esses momentos, o Recovery e Backup em nuvem ajuda a manter todas as informações em segurança independentemente de falhas físicas ou técnicas. Quer saber mais sobre isso? Continue lendo este artigo e entenda a diferença!

Como o cloud computing ajuda no backup de dados?

O backup de dados é a garantia de que todas as informações de trabalhos dos colaboradores serão salvas para acesso em outros momentos. Em geral, ele é realizado uma vez ao dia. Assim, se houver algum desastre ou falha, o gestor pode perder um dia inteiro de todos os seus colaboradores, um prejuízo muito grande por falhas pontuais.

Com a nuvem, o backup é realizado automaticamente assim que houver alterações em arquivos, criação de novas pastas etc., tornando a recuperação a partir do backup mais garantida.

O Disaster Recovery pode ser feito a partir do cloud computing?

O Disaster Recovery é uma estratégia pensada para recuperar dados em caso de desastres como enchentes, incêndios ou qualquer outra situação que comprometa as informações armazenadas da empresa.

Para o Recovery, não existe apenas um processo a ser seguidos, é uma série de administrações de crises que definem pessoas responsáveis, atividades e tecnologias a serem utilizadas.

Para este último ponto, o Recovery exige que os servidores físicos sigam alguns critérios, como: ser espelhado à outro site com uma boa infraestrutura e que ambos sejam sincronizados frequentemente, garantindo as informações em dois ambientes digitais.

Com o cloud, o Recovery e Backup estão garantidos sem exigir outro servidor. Afinal, as informações já estão salvas em mais de um equipamento remoto e externo que exige apenas o espaço mínimo para cada dado, oferecendo acesso mesmo em caso de desastres no local da empresa.

Quais os benefícios pelo uso do cloud computing?

Agora que já é mais palpável o motivo do cloud computing ser essencial para Recovery e Backup, é possível entender quais os maiores benefícios de seu uso, como:

Escalabilidade

O Recovery e Backup exige espaço e servidores de grande performance para manter os dados salvos. Essa infraestrutura de T.I. demanda muito investimento tanto para o armazenamento de dados quanto na hora de aumentar o espaço escalável.

Com o cloud, o armazenamento pode ser diminuído ou expandido de acordo com a necessidade da empresa, investimentos pontuais que não exigem compras físicas, instalações e manutenções.

Segurança

Assim como dito anteriormente, tanto o backup quanto o Disaster Recovery são mais rápidos e garantindo em caso de imprevistos, aumentando a segurança das informações e qualificando o resgate delas caso necessário.

Restauração completa de dados

A recuperação citada é, em grande maioria, 100% resgatada, garantindo a continuação do trabalho em imediato. Há muitos servidores que, mesmo com os dados espelhados, ainda oferecem apenas 50% de chances de um Disaster Recovery total, comprometendo a continuidade das ações.

Todos esses pontos são apenas exemplos dos benefícios que o Recovery e Backup com cloud computing possui. Assim, é recomendável entender com o fornecedor quais os outros diferenciais e como agir em caso de imprevistos.

O apoio profissional ajuda a ter total compreensão da tecnologia e direciona os responsáveis para os planos de contingência caso necessário.

Gostou de saber mais sobre o cloud computing e sua necessidade para Recovery e Backup de dados? Então compartilhe em suas redes sociais e informe seus contatos sobre essas vantagens!