Manter as informações seguras de uma empresa é fundamental para o bom funcionamento das entregas e atividades. Para isso, o Data Center se apresenta como estrutura indispensável no armazenamento de dados e hospedagem de serviços, presente de diferentes formas em todos os negócios.

Dentre os tipos de Data Center em empresa, há modelos de trabalho e itens que podem variar, considerando desde a separação de uma sala que abrigue todos os equipamentos físicos até um serviço virtualizado ou híbrido. Para entender melhor como escolher o tipo ideal de servidor, confira algumas dicas que separamos especialmente para você!

Tipos diferentes de Data Center em empresa

Para começar, é necessário entender que existem 2 principais tipos de Data Center em empresa, divididos em:

Data Center físico

O servidor físico é composto por equipamentos fixos na empresa, compostos por roteadores, cabeamentos, conjunto de redes, hardwares e outros itens que complementam o maquinário.

Geralmente esse Data Center fica alocado na própria empresa, que precisa se programar para a aquisição dos itens, instalação, manutenção e atualização dos equipamentos, ou seja, no geral todas as responsabilidades que envolvem os materiais são da própria empresa.

Servidor em cloud

Em contraposição com o Data Center físico, a infraestrutura em cloud computing usa o espaço virtual para armazenamento de dados, possibilitando guardar inúmeros documentos, arquivos audiovisuais ou mesmo softwares em si na nuvem, informações que são direcionadas para servidores que estão espalhados por partes diferentes do globo e permitem acesso online à tudo.

Com a independência física e geográfica, o cloud não exige um espaço separado na empresa para os servidores, assim como os trabalhos que envolvem os equipamentos em si.

Esses dois tipos de Data Center em empresa são opções na hora de construir ou migrar tipos de servidores, ajudando a garantir a segurança e estabilidade de dados do negócio.

Características a serem avaliadas pela empresa

Na hora de escolher o Data Center em empresa, é importante avaliar alguns detalhes que envolvem tanto o lugar quanto as necessidades a partir da tecnologia, como:

Infraestrutura interna

A estrutura interna da empresa permite servidores fixos? Há tempo e espaço hábil para a construção da infraestrutura em T.I. considerando o Data Center físico?

Essas e outras perguntas devem ser feitas ao comparar o serviço de instalação interna e a opção na nuvem, alinhando as necessidades da tecnologia com o espaço e tempo disponível.

Além disso, é preciso considerar os gastos que envolver o servidor físico, como compras, instalações, atualizações e manutenções.

Performance

A performance pode ser boa tanto com o servidor físico quanto em nuvem, a diferença é mais relacionada à estabilidade da tecnologia que, quando é feita a partir do cloud computing, pode ser adaptada.

Como exemplo, basta pensar em um ambiente que já esteja em seu limite de armazenamento e exija mais espaço. Para o servidor físico, esse aumento demanda novas compras e instalações, paralisando os trabalhos ou gerando lentidão. Por outro lado, no cloud computing a expansão ou diminuição pode ser feita concomitantemente ao uso, ajudando a manter a qualidade de trabalho.

Segurança

Por fim, há itens de segurança básicos que podem ser feitos a partir do Data Center em empresa e devem ser avaliados de acordo com o servidor. Dentre eles, há 2 necessidades essenciais, como:

Backup

O Backup de dados guarda todos os documentos, informações e alterações realizadas no dia, geralmente realizando esse armazenamento ao final do dia no próprio servidor.

Se esse servidor não possui automação para realizar o backup, falha no processo ou arquiva apenas partes das informações, é preciso rever a tecnologia. Como exemplo, o cloud computing realiza os Backups ondemand, logo após a alteração de qualquer arquivo, garantindo segurança para o gestor e colaborador.

Disaster Recovery

O Disaster Recovery é necessário sempre que houver alguma catástrofe e as informações da empresa forem perdidas. Com o servidor interno, é mais difícil resgatar essas informações, exigindo pelo menos 2 maquinários para maior segurança. Já com o cloud, pelo fato dos servidores serem externos ao negócio, é comum que os dados estejam íntegros mesmo depois de imprevistos.

Todas essas opções e informações são fundamentais na hora de pesquisar e escolher o melhor Data Center em empresa. Porém, lembre-se de sempre contar com profissionais qualificados e empresas renomadas para um serviço de qualidade que apoie sua empresa.

Gostou de saber mais sobre a escolha de Data Center em empresa? Avise seus contatos e compartilhe já nas redes sociais!